Sínodo Mato Grosso



Rua Alberto Velho Moreira , 48 - Bandeirantes
CEP 78010-180 - Cuiabá /MT - Brasil
Telefone(s): (65) 9846-83271 | (65) 9840-66020 | (65) 9846-83271
sinodomt@outlook.com
ID: 10

Marcos 9.2-9 - Último Domingo Após Epifania (Transfiguração do Senhor) - 14/02/2021

Caderno de Cultos 2021 - Sínodo Mato Grosso

14/02/2021

14/02/2021 – Último Domingo Após Epifania (Transfiguração do Senhor)
Pregação: Marcos 9.2-9; Leituras: 2 Reis 2.1-12;
Salmo 50.1-6; 2 Coríntios 4. 3-6
Diácono Vanderlei Hüther – Sorriso – MT


LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA
Bom dia/ Boa noite.
Sejam todas e todos muito bem-vindos. É uma alegria podermos nos reunir na presença uns dos outros e também na presença de Deus. Deus, antes de nós chegarmos, já estava aqui nos esperando. Deus antes de tudo, vem ao nosso encontro neste momento de Culto. Isso é uma alegria – isso é motivo de gratidão! Por isso, sejam bem-vindos/as todos vocês pertencentes a comunidade e também a vocês que nos visitam. A presença de todos/as é muito especial.
Para este Culto, quero saudar a todas e todos vocês com as palavras que são lema para esta semana. Palavra do Salmo 45.2, onde o salmista canta ao Ungido de Deus: “Tu és o mais formoso dos humanos; nos teus lábios se extravasou a graça; por isso Deus te abençoou para sempre”.
Desejo que neste Culto, e também em nossa vida, que a graça de Deus possa extravasar por nossos lábios e nossa boca. Que assim seja. Amém

CANTO DE ENTRADA
02 - LCI – Que a Graça do Senhor Jesus
Ou: Nº ____________________________________________________


SAUDAÇÃO TRINITÁRIA
Aqui estamos nós! Aqui estamos para ouvir, cantar, louvar, nutrir a nossa fé e também nos aproximarmos do nosso Deus. Assim, lembramos que estamos reunidos, juntos, na presença do Triúno Deus: Pai, Filho e Espírito Santo (+). Amém.


CANTOS DE INVOCAÇÃO
03 - LCI – Em nome do Pai
Ou: Nº ____________________________________________________


CONFISSÃO DE PECADOS
Quando nós nos reunimos em comunidade, para celebrar culto ao nosso Deus, podemos e devemos chegar diante d'Ele e entregar tudo aquilo que temos: nossas angustias, tristezas, nossas vergonhas, todos os nossos pecados. Vamos juntos nos colocarmos em oração!
Misericordioso Deus, somos pessoas gratas a ti por nos acolher como filhos amados e filhas amadas. Reconhecemos Senhor, que por vezes erramos, não agimos conforme o Teu querer. Isso nos deixa tristes e envergonhados. Mas sabemos que Tu és um Deus bondoso e misericordioso, e concede teu perdão aos que com sinceridade te pedem. Por isso, humildemente te pedimos: tem piedade de nós e nos perdoe. Ouça a nossa oração, e que por seu amor possamos receber o Perdão. Amém
 

ANÚNCIO DO PERDÃO
Deus é como uma fonte! Uma fonte inesgotável de amor e misericórdia, e quando confessarmos os nossos pecados a Ele nos dá de beber desta sua água – que nos lava, nos limpa e nos purificar de todos os nossos pecados.
Jesus Cristo disse: Vinde a mim todos vocês que estão cansados e sobrecarregados, pois eu vos aliviarei (Mt 11.28).
Quem em sinceridade se arrepende de seus pecados, recebe o perdão. Em nome do Pai, Filho e Espírito Santo. Amém! (+)


KYRIE ELEISON
Momento de Culto é momento de trazermos diante de Deus tudo aquilo que nós, e também o mundo, sofre e experimenta neste tempo de pandemia. Mas não somente devido a pandemia. As dores e os problemas que já existiam muito antes dela chegar. Diante de todo o sofrimento da humanidade e também da criação, queremos entregar tudo nas mãos de Deus, cantando juntos:
Kyrie Eleison - Pelas dores deste mundo.


GLÓRIA IN EXCELSIS
Deus sempre ouve nosso clamor e nossa oração e nos oferece o seu perdão. Por tudo o que Deus fez, faz e ainda fará queremos cantar Glória a Ele nas maiores alturas. Cantemos:
70 – LC – Glória, glória, glória a Deus nas alturas.


ORAÇÃO DO DIA
Deus de amor e cuidado! Rendemos graças a ti por estarmos hoje reunidos e reunidas em tua casa. Graças porque ao longo da história sempre de novo tu te voltas para o teu povo e nos concede segurança e consolo em meios as tribulações. Graças porque podemos receber novamente de ti a tua boa e santa palavra. Que teu Espírito Santo abra nossos corações e mentes para recebe-la, assim como terra fértil recebe boa semente. Oramos em nome de teu Filho Jesus Cristo, nosso Senhor e salvador, que contigo e com o Espírito Santo vive e reina de eternidade a eternidade. Amém!

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Salmo 50.1-6
2ª Leitura Bíblica: 2 Coríntios 4.3-6

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
150 - LCI – Buscai Primeiro

3ª Leitura Bíblica: Marcos 9.2-9

PREGAÇÃO
Queridos irmãos e irmãs na fé. Desejo que a Graça, a Paz e o Amor de Deus estejam com cada uma e cada um de vocês. Amém.
Na quietude do alto da montanha, entre o céu e a terra, Jesus passa por uma transfiguração luminosa diante dos olhos dos seus discípulos; Pedro, Tiago e João. Seu manto surrado e empoeirado brilha e reluz como a neve recém caída, e o seu rosto irradia uma paz serena. De repente, Elias, o profeta crítico, o herói de Deus, aparece junto com Moisés, o libertador do Egito, o escolhido para trazer a lei e os mandamentos. Eles aparecem e ficam ao lado de Jesus. E ali estão os três conversando como se fosse a coisa mais normal do mundo.
Isso é quase inacreditável, parece um sonho. Talvez alguns de vocês já tiveram essa experiência dormindo. De noite, no silêncio, aparecem pessoas que marcam um encontro em nossa mente. Pessoas que estão separadas pelo tempo e pelo espaço, que no mundo real não poderiam estar ali, juntas. Nossos sonhos, encontramos pessoas que temos saudades e até mesmo pessoas que já partiram (as vezes aparecem pessoas que nem mesmo conhecemos).
O sonho parece tão real que a gente experimenta sentimentos de alegria, paz, e outros de frustração e neto. Chamamos eles de pesadelos. Não estamos aqui para falar de sonhos, senão que para falar daquela cena de Jesus.
Jesus, Elias e Moisés, juntos na montanha — parecia um sonho. Os discípulos nunca encontraram Elias e Moisés, face a face, mas eles sabiam de quem se tratava. Pedro, confuso e com medo propõe para Jesus construí una tenda, uma barraca para cada um deles, para que vivessem ali e não fossem mais embora.
Aquela cena estava maravilhosa. A visão e o sentimento que eles experimentavam trazia uma paz imensa e profunda. Eles não queriam que Jesus, Elias e Moisés fossem embora. E nem mesmo eles queriam sair daquele lugar. Aquela luz, aquela presença, aquela paz — eles queriam isso para sempre.
Talvez um dos motivos fosse aquilo que tinha acontecido exatamente uma semana atrás. Jesus ele anuncia pela primeira vez a sua morte. Ele avisa e alerta os discípulos de que ele iria sofrer, e sofreria muito nas mãos dos chefes dos sacerdotes. Naquela situação, os discípulos calaram ignoraram Jesus, mas o anúncio da sua morte estava feito.
Falar sobre morte nunca é fácil, ainda mais quando é sobre uma pessoa amada e querida. Acredito eu que seja por isso que os discípulos não queriam descer a montanha. Ali em cima Jesus estava protegido; Jesus estava com as duas pessoas mais importantes para a fé judaica. Ninguém iria se meter com Jesus.
Mas a cena muda quando desce uma nuvem, que os cobriu completamente. E desta nuvem sair uma voz dizendo: “este é o meu filho querido. Escutem o que ele diz!”. Depois de ouvirem essa voz, a nuvem desaparece, e quando eles olham ao redor sonhos enxergam a Jesus que os convida a descer da montanha.
Eles veem a Jesus tal como o conheciam, mas também o viam diferente. Enxergam o mesmo Jesus humano e enxergam um Jesus diferente: brilhante, calmo, sereno e cheio de paz.
Ali eles entendem, ou não, que tudo aquilo que Jesus tinha pela frente — tudo aquilo que ele tinha para enfrentar, ele não faria sozinho. Na humilhação, na dor, na perseguição e na morte, Deus estaria com ele.
Em nossa vida, nós também temos o desejo de subir o monte, de estar mais próximos de Deus, de experimentar a paz de Jesus e radia. Afinal, ao subir ao monte deixamos todos nossos problemas lá em baixo. Só experimentamos a tranquilidade. E isso é normal – não há problema de subirmos o monte para abastecermos nossas energias, experimentar a força divina, desde que, sempre tenhamos a intenção de descermos novamente.
É saudável e importante subirmos, mas devemos descer – mesmo que de medo, mesmo que nos sintamos apavorados, mesmo que não queiramos. Precisamos descer!
O belo e o bonito, é que em nossa relação com Deus/Jesus, nós não descemos sós. Jesus desce conosco! Ele nos acompanha, orienta, conforta, anima e dá esperança para continuarmos!
Queridos irmãos e irmãs. Como está a tua vida? Quais são os teus problemas? Diante de tudo o que você tem a enfrentar, não esqueça: Você nunca está só! Cristo é contigo! Amém.


HINO
632 – LCI – Seguirei ao meu bom mestre

CONFISSÃO DE FÉ
Na unidade da fé – Confessemos nossa Fé com as Palavras do Credo Apostólico.
Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
563 - HPD – Barnabé


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2.__________________________________________________________
3.__________________________________________________________
4.__________________________________________________________
5.__________________________________________________________
6.__________________________________________________________

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
O Senhor te abençoe e te guarde. O Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti. O Senhor levante sobre ti a sua face e te dê a paz. (+). Amém.

ENVIO
Vamos e permanecemos todos na paz do Senhor. Amém.

CANTO FINAL
84 - LCI – Por tudo o que tens feito
 


Autor(a): Diácono Vanderlei André Hüther
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Natal
Natureza do Domingo: Epifania
Perfil do Domingo: Último Domingo após Epifania
Testamento: Novo / Livro: Marcos / Capitulo: 9 / Versículo Inicial: 3 / Versículo Final: 9
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2021
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 60380

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

O meu Deus é a minha força.
Isaias 49.5
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
Devemos orar com tanto vigor como se tudo dependesse de Deus e trabalhar com tanta dedicação como se tudo dependesse de nosso esforço.
Martim Lutero
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br