Sínodo Mato Grosso



Rua Alberto Velho Moreira , 48 - Bandeirantes
CEP 78010-180 - Cuiabá /MT - Brasil
Telefone(s): (65) 9846-83271 | (65) 9840-66020 | (65) 9846-83271
sinodomt@outlook.com
ID: 10

Liturgia de Sepultamento - Suicídio

Caderno de Cultos 2022 - Sínodo Mato Grosso

01/03/2022

Liturgia de Sepultamento - Suicídio
Leituras: Salmo 69 1-6; Hebreus 4 15-16- Mensagem: João 11.35
Miss. Elcio Ricardo da Silva – Água Boa – MT


“Elevo os meus olhos para os montes. De onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra”.
“Bendito seja Deus e Pai do nosso Senhor Jesus Cristo, fonte de toda a misericórdia, que nos consola em todas as nossas tribulações”

Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Amém.


Acolho a cada um aqui presente, neste momento de despedida com as palavras do Salmo 62 1-2 que dizem:
“Somente em Deus ó minha alma espera silenciosa; dele vem a minha salvação. Só ele é a minha rocha, e a minha salvação, e o meu alto refúgio; não serei jamais abalado.”.

Hoje, diante da morte nós silenciamos. Despedimo-nos do(a) nosso(a) irmão(ã) ______________________________________________
O Salmista fala sobre silenciar diante de Deus, pois quando silenciamos, nós ouvimos. Mas, ele também reconhece que este Deus é fonte da sua salvação. Ele sabe que está seguro quando ele se refugia no Senhor criador dos céus e da terra. Também nós, neste momento, queremos refugiar o nosso coração em Deus, buscando nele o consolo a certeza da eternidade.

Oração:
Bondoso Deus, olha para esta família que se reúne aqui neste momento para se despedir do seu ente querido. É no silencio que a morte nos impõe que queremos colocar diante de ti, o nosso coração. Tu sabes Senhor, da nossa dificuldade de enfrentar a morte. Por isso te pedimos: não permita que sejamos abalados, mas encha Senhor, o nosso coração da certeza de que em ti temos refúgio e sustentação. Consola-nos com tua palavra neste momento e nos acompanha neste tempo de despedida. Amém.

Hino LC – 632 – Seu eu tiver Jesus ao lado

Sujeitemo-nos à vontade de Deus, ouvindo de Sua Palavra:
• Salmo 69 1-6
1 Salva-me, ó Deus, porque as águas me sobem até à alma.
2 Estou atolado em profundo lamaçal, que não dá pé; estou nas profundezas das águas, e a corrente me submerge.
3 Estou cansado de clamar, secou-me a garganta; os meus olhos desfalecem de tanto esperar por meu Deus.
4 São mais que os cabelos de minha cabeça os que, sem razão, me odeiam; são poderosos os meus destruidores, os que com falsos motivos são meus inimigos; por isso, tenho de restituir o que não furtei.
5 Tu, ó Deus, bem conheces a minha estultice, e as minhas culpas não te são ocultas.
6 Não sejam envergonhados por minha causa os que esperam em ti, ó SENHOR, Deus dos Exércitos; nem por minha causa sofram vexame os que te buscam, ó Deus de Israel.

Ouçamos igualmente o consolo da Palavra de Deus:
• Hebreus 4 15-16

14 Tendo, pois, a Jesus, o Filho de Deus, como grande sumo sacerdote que penetrou os céus, conservemos firmes a nossa confissão.
15 Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes, foi ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado.
16 Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna.

Oração.
Senhor, tua palavra nos consola. Tua palavra lida nos aconselha a nos achegarmos junto ao teu trono de graça, porque ali encontraremos socorro para este tempo de aflição. Por isso, aquieta o nosso coração, para que possamos ouvir tua palavra e que ela traga paz ao nosso coração diante deste momento. Que tua palavra nos de paz neste momento em que procuramos ansiosamente por respostas. Em Cristo, Jesus, nosso Senhor e Salvador. Amém.

Mensagem:

Prezada Família Enlutada
Demais aqui presentes.


Planos: quem de nós não tem planos? É do ser humano planejar a sua vida e as suas atividades. Sonhamos, planejamos, imaginamos, agendamos e muitas dessas coisas nós até conseguimos fazer.
Porém há muitas coisas que ficam pela metade. Nem todos os planos nós conseguimos realizar. Pensar é geralmente mais fácil do que realizar.
Também é assim de que a grande maioria dos nossos sonhos e planos estão ligadas as coisas boas.
A morte é sempre algo que estraga os nossos planos, afinal, não podemos e não queremos colocar ela em nossas agendas.
É muito provável que ninguém de nós tenha colocado em nossas agendas esse momento de hoje e esperado por ele ansiosamente.
É por esse fator surpresa que não conseguimos nos acostumar com a morte. É por esse fator surpresa que morte sempre nos causa dor e tristeza.
E por mais que tentamos nos preparar para a morte de alguém sempre é um choque quando esse momento chega.

Nós estamos acostumados a vivermos os nossos dias como dias comuns. Temos as nossas rotinas, temos as nossas agendas, temos os nossos planos. Até quem um dia somos e sempre seremos confrontados com a morte. Na verdade, dificilmente paramos para pensar sobre a morte, afinal, esse é um pensamento que não nos agrada porque ele nos afirma como somos humanos e como somos frágeis.

Prezada Família.
Creio que este é particularmente um momento muito difícil a vocês, diante das circunstâncias da morte do seu ente querido.

Imagino que a grande pergunta de vocês hoje é: por quê?
Por que ele fez isso?
Por que ele atentou contra a própria vida?

E nos é humano fazer esta pergunta. Porque nós queremos entender. Porque a nossa natureza humana nos quer fazer entender o porquê. Nós queremos uma resposta.
Porém, nem sempre precisamos ter uma resposta e nem sempre é preciso dar uma resposta.

Planos ficaram pelo caminho. Planos e momentos que não serão concretizados.
Junto aos planos ficam também as lembranças. Aqui é bom guardar e lembrar apenas das boas lembranças daquelas que aquecem o coração e trazem consolo diante dos porquês que vocês têm neste momento.
Como palavra bíblica desta reflexão trago João 11.35 que diz:
“Jesus chorou”.

Este é o momento do Evangelho onde Jesus recebe a notícia de que seu amigo Lázaro havia morrido e ele vai até a casa de Marta e Maria. E quando ele chega perto do tumulo diz que ele chorou. “Jesus chorou”.

Jesus chora porque ele sofre.
Jesus chora porque ele não estava indiferente.

Também hoje aqui há choro.
Jesus chora com os que choram e assim ele chora com vocês família no dia de hoje.
Indiferente da causa, do motivo, da razão que levaram o seu ente querido a atentar contra a própria vida. Jesus chora com vocês enquanto família.

Querida Família.
Também não se culpem.
Não fiquem agora procurando uma resposta ao porquê e tentando encontrar culpados.
Não cabe a nós julgar. No dia do grande julgamento caberá a Deus julgar este fato. Não sejamos nós os juízes desta causa, mas cabe a Deus o doador da vida julgar este acontecimento.

Para finalizar:

Jesus chorou. Ele chora com vocês neste momento.
Jesus chora porque ele não é indiferente.
Ele chora porque ele os ama e deseja consolar vocês.

Que Deus em sua infinita graça e misericórdia abrace vocês. Que ele os encha da sua paz. A paz que aquieta o coração e que não permite que os porquês deste momento geram ainda mais dor.

Quem disse que a morte é campeã invicta? Ele é apenas a vencedora de algumas batalhas. Porque quando ressoar a última trombeta então a morte também vai morrer. É verdade. Está escrito. Está prometido. Está garantido. “Tragara a morte para sempre, e assim enxugara o Senhor as lagrimas de todos os rostos” (Isaías 25.8)
Que Deus nos abençoe.

AMEM

Hino: LC – 614 – Em nada ponho a minha fé

Oração
Deus amado!
Rogamos pelo teu consolo. Que a tua paz possa encher o coração destes familiares que aqui se encontram para se despedir do seu ente querido de maneira tão repentina. Senhor! Acolha esta família em teus braços. Tira do coração deles toda a dor. Que as perguntas que cercam este momento e esta atitude possam dar lugar a paz que ofereces. É bom consolador saber que Tu, Senhor, importa conosco. É bom saber que hoje tu acolhes em teus braços está família. É bom saber que tu és o Deus que chora com aqueles que choram porque tu os amas. Assim, ó Senhor, diante de ti colocamos esta família e rogamos pelo teu consolo quando em conjunto oramos Pai nosso que estás nos céus....

Leitura dos dados pessoais

Encomendação
Misericordioso Deus! Na segura e consoladora esperança da ressurreição para vida eterna, por meio de nosso Senhor Jesus Cristo, encomendamos a ti o (a) nosso(a) irmão(ã) ____________________________
Receba-o em teus braços e guarda-o junto a ti até o dia do encontro de todos nós.
O Senhor guardará tua entrada e a tua saída desde agora e para sempre. Amém

Despedida
Vamos, pois em paz, e acompanhemos nosso(a) irmão(ã) ao derradeiro descanso.

 


PROXIMO A SEPULTURA

“Na angústia, invoquei o Senhor, gritei por socorro ao meu Deus. Ele do seu templo ouviu a minha voz, e o meu clamor lhe penetrou os ouvidos. Sl. 18.6
Para aqueles que creem estamos aqui só de passagem. Estamos indo em direção a casa paterna. Aqui não é nossa cidade permanente. Mas, enquanto aqui estamos, que possamos viver a nossa vida nos princípios de Deus, exercitando a cada dia o amor e a fé. Estamos a caminho. Estamos no caminho. Que o nosso coração se encha da esperança de sermos um dia recebidos na casa de Deus.


HINO: LC – 479 – Graças dou por esta vida
(Enquanto o caixão é baixado a sepultura)


Visto que Deus, o Onipotente, foi servido em Sua providência, chamar para si __________________________________________________, a entregamos a terra.

Terra, terra, cinza, cinza, pó, pó – na segura e certa esperança da ressurreição para a vida eterna, mediante nosso Senhor Jesus Cristo.

Da terra fortes formado e a terra tornarás, Jesus Cristo, nosso Salvador, te ressuscitará no último dia.


Oremos
Tragada foi a morte pela vitória. Onde está, ó morte o teu aguilhão? Onde está, ó morte, a tua vitória? Graças a Deus que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo (I Coríntios 15.53ss).
Senhor Jesus, tu tiraste da morte o seu poder. Segue agora conosco e cuida de nós. Dá que permaneçamos fiéis a ti e nos consolemos mutuamente. E que no fim da nossa vida terrena possamos dormir tranquilamente em ti e despertar no teu reino. E toda a honra, e toda a glória sejam dadas a ti, autor e doador da vida. E juntos oramos a oração que nos ensinaste...Pai Nosso que estás no céu

Benção.
Que a benção do Deus, Todo Poderoso, Pai, filho e Espírito Santo desça sobre vocês e permaneça com vocês hoje e sempre. Amém

Palavra Final:
Porque eu sei que o meu Redentor vive. (Jó 19.25)
 


Autor(a): Missionário Elcio Ricardo da Silva
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Liturgia
Testamento: Novo / Livro: João / Capitulo: 11 / Versículo Inicial: 35
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2022
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 66243

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

A música é o melhor remédio para quem está triste, pois devolve a paz ao coração, renova e refrigera.
Martim Lutero
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
É totalmente insuportável que em uma Igreja cristã um queira ser superior aos outros.
Martim Lutero
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br