Advento - Natal - Epifania



ID: 2655

Mensagem da Presidência para o Natal 2018

25/12/2018

 

Mensagem da Presidência para o Natal 2018 

Irmãs e irmãos em Cristo!

Na noite do nascimento de Jesus, os anjos cantaram “Glória a Deus nas maiores alturas do céu! E paz na terra para as pessoas a quem ele quer bem!” (Lucas 2.14). Os ecos deste hino continuam a vibrar em nossos corações, impulsionando a louvar a Deus e a vivenciar a paz.

Paz é um desejo constante em nossas vidas. Quem não quer viver em paz? Queremos que a família viva em paz, queremos viver em paz na Comunidade, queremos paz na escola, no trabalho, nos relacionamentos. Queremos paz no campo. Queremos paz em nosso meio social e político, tão dividido nos últimos tempos. Queremos que o mundo todo experimente a paz! Muitas vezes simplesmente desejamos encontrar a paz interior e viver em paz com o nosso próprio ser.

Quando desejamos algo, alimentamos uma esperança. Por isso é bom desejar a paz para alimentar a esperança de paz.

No sentido bíblico, a paz não se limita à ausência de discórdia, conflito e guerra. Paz acontece quando as relações com Deus estão bem. Paz acontece quando as relações entre as pessoas estão bem. Paz acontece quando a nossa relação com a Criação divina está bem. Paz é o bem-estar espiritual, físico, social, econômico e político. O que podemos fazer para que o desejo dessa paz abrangente se torne realidade?

Para realizar o desejo de paz, precisamos pedir pela paz. A paz é uma bênção de Deus: “O SENHOR te abençoe e te guarde; o SENHOR faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; o SENHOR sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz”. Toda vez que invocamos e recebemos esta bênção ao final de uma celebração litúrgica, outra coisa não desejamos do que a paz. Afinal, que bênção maior poderíamos ter do que a paz no sentido bíblico? Esta bênção de paz se manifesta de forma especial no Natal.

Deus se fez humano no ventre de Maria. Na humildade de um cocho de animais, Jesus foi acolhido e adorado como “Príncipe da Paz”. O nascimento de Jesus foi uma ação de Deus para estabelecer paz. Jesus veio trazer perdão e salvação. Em Jesus Cristo, a nossa relação com Deus é restabelecida. Jesus também nos ensinou a restabelecer a relação com as pessoas através da prática do perdão, da justiça, do amor.

Para realizar o desejo de paz, precisamos trabalhar pela paz. A paz é um compromisso. “Deixo com vocês a paz, a minha paz lhes dou” (João 14.27a). Estas palavras, que constituem o lema da IECLB em 2019, reafirmam que o primeiro passo foi dado. Jesus Cristo nos deixou a paz, e cabe a nós transmiti-la. Seguindo os passos de Jesus, é nosso compromisso promover a paz e o bem-estar de todas as pessoas.

Como podemos promover a paz em nossas famílias e em nossas Comunidades? Diante da violência racial, da violência contra mulheres e da violência doméstica, o que podemos fazer para promover a paz nas relações? Diante da miséria e da fome, o que podemos fazer para promover a paz econômica e social? Diante da destruição dos bens naturais, o que podemos fazer para promover a paz ambiental? Natal é tempo de refletir sobre o compromisso de paz anunciado pelos anjos em Belém. É também tempo de tomar e firmar compromissos para a promoção da paz.

Deus é a nossa fonte de paz (Romanos 15.33). Vamos beber desta fonte e trabalhar para que a paz se torne realidade em nossas vidas, em nossas Comunidades, em nosso mundo. Abençoado Natal e um novo ano repleto de paz!

Presidência da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - IECLB

 

MÍDIATECA

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Jesus Cristo diz: Eu sou a luz do mundo; quem me segue nunca andará na escuridão, mas terá a luz da vida.
João 8.12
REDE DE RECURSOS
+
Quem persiste na fé, verá, ao final, que Deus não abandona os seus.
Martim Lutero
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br