Pessoas com Deficiência



Telefone(s): (51) 3284-5400
ID: 2784

Celebração da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência

Semana Nacional da Pessoa com Deficiência - Caderno de Subsídios 2014

12/08/2014

 

Culto Eucarístico

24 de agosto

Celebração da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência


(Sugerimos que pessoas com deficiência sejam convidadas para participar da liturgia e também auxiliar na distribuição dos elementos da Ceia. As pessoas com deficiência que participam da liturgia e outras que foram previamente convidadas, no momento do Kyrie, podem partilhar quais têm sido suas dificuldades, suas dores no processo de inclusão; p. ex.: falta de rampa e banheiro adaptado, olhares que discriminam, o fato das pessoas verem somente as limitações e não as capacidades... É importante convidar pessoas com deficiência que participam da vida comunitária, que já tenham auxiliado em outros momentos ou que possam ser convidadas outras vezes, para que não seja algo “diferente” somente neste culto temático.)

 

LITURGIA DE ENTRADA

Sino

Prelúdio

Acolhida e saudação apostólica:

L.: “Procurai a paz da cidade para onde vos desterrei e orai por ela ao Senhor, porque na sua paz vós tereis paz” (Jeremias 29.7).

Procurar a paz onde moramos e orar por ela ao Senhor é um gesto de fé e de confiança. A paz é uma realidade possível, pois ela já foi concedida por Deus. Jesus disse: Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou (Jo 14.27). Mesmo num mundo confuso, caótico e injusto, acreditamos na realidade da paz. Por isso, nós a procuramos. Por isso, oramos por ela e, assim, permanecemos na esperança de que Deus faça de nós instrumentos da paz que buscamos, da paz pela qual oramos e da paz que queremos para nossa vida e para as nossas relações.

L.: Que a graça do nosso Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo sejam com todos e todas vocês.

C: E também com você.

HinoDiaconia 

Confissão de pecados:

L.: Querido Deus da nossa fé. Como tua Igreja e tua comunidade cristã aqui em __________________________, achegamo-nos diante de ti para confessar-te que temos rompido diariamente o nosso relacionamento contigo e com o nosso próximo e a nossa próxima.

C.: Onde há gente gritando e clamando por socorro, temos nos desviado. Onde há pessoas sem voz, caladas e silenciadas, temos passado de largo para não vê-las. Onde há gente escondida e esquecida, sem possibilidade de livre locomoção, temos nos acomodado e nos omitido na busca de condições para a sua inclusão. Perdoa-nos, Deus, por nossa omissão e por nos desviarmos de nossos irmãos e de nossas irmãs que necessitam de cuidados especiais. Perdoa-nos, pois pela fé e pelo batismo, tu nos vocacionaste para transformar o mundo através dos nossos dons, mas temos fugido de nosso compromisso e nos afastado do nosso próximo, da nossa próxima e de ti.

L.: Deus de misericórdia, concede-nos o teu perdão e ensina-nos de novo a andar pelos teus caminhos. Dá que, ao vislumbrarmos um olhar abatido, fragilizado e sofrido, possamos ver-te nele e entendê-lo como um chamado para a construção de um mundo mais justo e digno para todos os teus filhos e todas as tuas filhas. Em arrependimento, clamamos pelo teu perdão, cantando:

C.: ♪ Perdão, Senhor, perdão.

Anúncio da graça:

L.: “Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (1Jo 1.8-9). Confiantes, cremos nesta promessa de Deus, que recebe a nossa confissão e, em sua graça, nos perdoa.

C.: Amém.

Kyrie (com relatos de pessoas com deficiência):

L.: Como comunidade cristã perdoada e acolhida por Deus, não podemos ser indiferentes com as pessoas com deficiência. Sem ver e ouvir o nosso próximo e a nossa próxima em suas dores e lidas, não acontece ação transformadora. Por isso, agora convidamos nosso(s) irmão(s) e/ou nossa(s) irmã(s) com deficiência para que compartilhe(m) conosco suas dificuldades e lutas cotidianas. Que a voz dessa(s) pessoa(s) hoje, aqui em nossa comunidade, seja a voz de todas as pessoas com deficiência no mundo que lutam e clamam por inclusão.
(Momento para os relatos).

L.: Convido toda a comunidade a se juntar, a uma só voz, para clamar, como Igreja de Jesus Cristo aqui em ________, pelas dores das pessoas com deficiência.

Canto: ♪ Kyrie eleison

Oração do dia:

L.: Deus de bondade, tu que em Jesus Cristo te tornaste humano, frágil e carente de cuidados na manjedoura e na cruz; tu que ouviste o clamor das pessoas excluídas e marginalizadas da sociedade; tu que nos deste uma fé que se faz ativa no amor; toca-nos com o poder da tua Palavra para que ela transforme o nosso olhar, o nosso ouvir e o nosso jeito de agir para que, assim, vivamos conforme o teu querer. Isso é o que te pedimos, por Jesus Cristo, teu filho amado, que contigo e com o Espírito Santo vive e reina de eternidade a eternidade.

C: Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

Leituras bíblicas

L.: Preparando-nos para ouvir as leituras bíblicas, cantemos:

Canto intermediário: ♪ Senhor, que a tua Palavra transforme a nossa vida.

Primeira leitura: Êx 3.1-11.

Salmo 102.1-2.

Aclamação do Evangelho: ♪ Aleluia.

Leitura do Evangelho: Mc 10.46-52.

L.: O Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo segundo o evangelista Marcos, capítulo 10, versículos 46 a 52.

Pregação

Confissão de fé

Hino: ♪ Transforma, Senhor. (letra disponível neste caderno)

Oração geral da Igreja:

L.: Deus de amor, vivemos num mundo em que as pessoas se ignoram: se veem, mas não se enxergam; ouvem, mas não escutam os gemidos; falam, mas não expressam os gritos do seu próximo e de sua próxima. Muitas são as pessoas silenciadas e invisibilizadas em nosso meio. Mas sabemos que para ti nada ou ninguém é despercebido e ignorado. Por isso, nós te damos graças e, por isso, a ti cantamos:

C.: ♪ |: Graças, Senhor! Graças, Senhor! Por tua bondade, teu poder, teu amor. Graças, Senhor! :|

L.: Agradecemos-te pela dádiva da vida. Agradecemos-te pela variedade de tua criação, por teres criado cada filho e filha com sua própria personalidade e dons. Deste a cada pessoa, sem distinção, qualidades e limitações, para que assim pudéssemos nos ajudar mutuamente e nos tornarmos uma comunidade unida em torno da fé, da esperança e do amor. Por isso, cantamos:

C.: ♪ |: Graças, Senhor! Graças, Senhor! Por tua bondade, teu poder, teu amor. Graças, Senhor! :|

L.: Nós te agradecemos porque fizeste cada um e cada uma de nós à tua imagem e semelhança e, assim, nos deste dignidade e valor. Nós te damos graças porque diariamente inclinas o teu olhar, os teus ouvidos e as tuas mãos sobre a nossa vida, sobre as nossas dores, sobre as nossas lutas e labutas e, assim, nos alcanças também em meio ao caos de dia a dia com a tua paz e o teu amor. Por isso, cantamos:

C.: ♪ |: Graças, Senhor! Graças, Senhor! Por tua bondade, teu poder, teu amor. Graças, Senhor! :|

L.: Deus de amor, intercedemos por aquelas pessoas que são vítimas de discriminação e de preconceito. Ensina-nos a olhar com os olhos do amor, pois eles veem além das aparências e das diferenças e lá, nesse além das aparências, é que podemos construir um mundo mais digno, mais justo, mais inclusivo e mais fraterno para todas tuas filhas e todos teus filhos. Em tua bondade, ó Deus, escuta o nosso clamor:

C.: ♪ |: Inclina, Senhor, teu ouvido. Escuta o nosso clamor! :|

L.: Pedimos-te, Deus de bondade, por toda a tua Igreja. Olha para a IECLB, para nosso Sínodo, para nossa Paróquia, nossa comunidade e os grupos que dela fazem parte. Inclina em nossa direção o teu olhar, o teu ouvir e a tua mão protetora, para que sintamos o teu amparo. Ajuda-nos a tornar a tua casa, que é o nosso templo aqui em_____________, em um local acolhedor e inclusivo, aonde as pessoas possam vir e ir sem maiores dificuldades e constrangimentos. Ajuda-nos a arrumar as nossas ruas e calçadas para que teus filhos e tuas filhas possam transitar de forma livre. Ajuda-nos a não tropeçarmos em nossas forças e vaidades, mas a olhar o mundo também com os olhos da outra pessoa, especialmente daquelas que são ou estão mais fragilizadas e invisibilizadas. Faze, ó Deus, que cada vez mais pessoas se disponham a trabalhar no teu Reino, colocando seus dons a serviço do próximo e da próxima para que, assim, possamos construir um mundo mais justo e mais inclusivo. Ajuda a tua Igreja para que cada membro desse Corpo possa ser visto e ouvido e que, assim, vivamos em igualdade, mesmo na diversidade. Em tua bondade, ó Deus, escuta o nosso clamor:

C.: ♪ |: Inclina, Senhor, teu ouvido. Escuta o nosso clamor! :|

L.: Intercedemos, ó Deus, pelos governantes de nosso país, estados e municípios. Que a tua palavra transformadora chegue às instâncias políticas e sociais para que nossas lideranças assumam projetos de ação em favor das pessoas com deficiência e com necessidades especiais, visando ao seu bem-estar integral. Em tua bondade, ó Deus, escuta o nosso clamor:

C.: ♪ |: Inclina, Senhor, teu ouvido. Escuta o nosso clamor! :|

L.: Também oramos por... (motivos de intercessão da comunidade).

L.: Aceita e atende as nossas súplicas, Deus de bondade. Amém.

C.: Amém.

LITURGIA DA CEIA DO SENHOR

 

Preparação da mesa:

L.: A nossa oferta em dinheiro é uma forma, entre outras, de revelar a nossa gratidão por tudo o que recebemos de Deus; é o nosso comprometimento com o serviço na grande seara do Senhor. As ofertas deste culto estão destinadas para o trabalho junto às pessoas com deficiência.

L.: Enquanto cantamos Aqui você tem lugar (HPD 325), as ofertas serão recolhidas e os elementos da Ceia serão trazidos ao altar.

L.: (Oração do ofertório) Louvado sejas, Deus de bondade, por todo bem que nos confias. Abençoa estas ofertas e concede que elas sejam usadas em favor do trabalho junto às pessoas com deficiência, realizado pela nossa Igreja. Junto com este pão e o fruto da videira, dádivas que vêm de Ti, nos colocamos em Tuas mãos com tudo o que trazemos conosco, nossas ansiedades, angústias e nossa sede de ti. Dá que, sob o pão e o fruto da videira, Cristo se faça presente e que nós o recebamos nesta Ceia como nossa salvação e nos concede a verdadeira comunhão que gera mais vida.

C.: Amém.

L.: (Diálogo) O Senhor esteja com vocês.

C.: E também com você.

L.: Vamos elevar nossos corações a Deus.

C.: Ao Senhor os elevamos.

L.: Demos graças ao Senhor, nosso Deus.

C.: Isso é digno e justo.

Oração eucarística

L.: (Prefácio) É verdadeiramente digno e justo que rendamos graças a ti, ó Deus, pois diante de ti todas as pessoas são visibilizadas. Teus olhos enxergam a cada uma das tuas criaturas, todas feitas à tua imagem desde a criação do mundo. Por isso, ó Deus, o teu nome exaltamos e, junto com os anjos e os santos dos céus, a ti louvamos, cantando o sempiterno hino.

C.: ♪ Santo (Miriã II, 23).

L.: (Anamnese) Louvado sejas, Deus de amor, pois, em Cristo, ofereceste salvação a todas as pessoas, sem excluir ninguém, e, pela morte e ressurreição de teu filho, asseguraste a cada pessoa uma vida nova. Por isso, ao redor desta mesa, é concedido a cada pessoa aqui presente receber o benefício do que Cristo fez por nós.

L.: (Narrativa da instituição) Jesus Cristo, na noite em que foi traído, tomou o pão e, tendo dado graças, o deu aos seus discípulos, dizendo: Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória de mim. Por semelhante modo, depois de haver ceado, tomou também o cálice e disse: Este cálice é a nova aliança no meu sangue; fazei isto, todas as vezes em que o beberdes, em memória de mim.

L.: (Epiclese) Ó Deus, nós te pedimos: derrama sobre nós o teu Santo Espírito para que, partilhando o corpo e o sangue de Cristo nesta Ceia, nos tornemos um só corpo, onde cada membro é importante e necessário. Envia teu Espírito, Senhor, aquele que nos transforma e cria comunhão.

C.: ♪ /: Envia teu Espírito, Senhor, e renova a face da Terra.:/

L.: (Mementos) Lembramos, Senhor, das pessoas que serviram a tua Igreja nas gerações passadas, sendo instrumentos da ação do teu Espírito Santo. Reúne-nos com elas à mesa do banquete do Reino prometido e por Cristo inaugurado.

L.: E assim, como verdadeiro corpo que vive em comunhão, oramos em conjunto e de mãos dadas a oração que Cristo nos ensinou:

C.: Pai nosso...

Gesto da paz

L. A paz já está entre nós. Ela nos foi dada em Cristo. Com um aperto de mão ou um abraço, desejemo-nos mutuamente essa paz. (Canta-se, durante essa troca de gestos, Paz, paz de Cristo – HPD 368)

Fração

L.: O cálice da bênção pelo qual damos graças é a comunhão no sangue de Cristo. O pão que partimos é a comunhão no corpo de Cristo.

C.: ♪ Nós, embora muitos, somos um só corpo.

Comunhão

L.: Venham todos, pois tudo já está preparado. É o próprio Cristo quem convida. (O pão e o cálice serão levados às pessoas que não puderem se dirigir ao altar.)

Hino para a comunhão: ♪ A Ceia do Senhor (404 – HPD2)

Oração pós-comunhão:

L.: Deus de misericórdia, agradecemos-te por nos dares essa oportunidade de celebrar a diversidade e dar sinais de vida em comunhão. Damos-te graças por nos alcançares concretamente no pão e no fruto da videira. Dá que esta Ceia nos fortaleça na fé e que essa fé se faça ativa na luta pela transformação deste mundo em lugar mais justo e mais fraterno entre teus filhos e tuas filhas. É o que te pedimos em nome de Jesus Cristo, teu Filho amado e nosso irmão.

C.: Amém.

LITURGIA DE DESPEDIDA

Avisos

Bênção

L.: Ao final deste culto, antes de partirem para os seus lares, recebam a bênção de Deus. “Que o Senhor vos abençoe e vos guarde. Que o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre vós e tenha misericórdia de vós. O Senhor levante sobre vós o seu rosto, e vos conceda a paz”.
Envio

L.: Nosso compromisso como cristãos e cristãs não termina neste culto. Ele continua no serviço, na oração e no amor para com o próximo e a próxima, lá fora e no nosso dia a dia. Na confiança de que Deus está conosco, saiamos daqui com a missão de cuidar de sua variada criação, para que o mundo todo perceba a dignidade com a qual foi criada.

L.: Vamos em paz e sirvamos ao Senhor com alegria.

C.: Demos graças a Deus!

Poslúdio: ♪ Cuida bem, Senhor.


Colaboraram com esta liturgia Stéfani Niewöhner e Fernando José Matias (bacharéis em teologia).


Voltar para índice de Visibilização para mais ViDas em comunhão
 


Autor(a): Stéfani Niewöhner e Fernando José Matias
Âmbito: IECLB
Área: Missão / Nível: Missão - Diaconia / Subnível: Missão - Diaconia - Pessoa com Deficiência
Área: Celebração / Nível: Celebração - Liturgia
Título da publicação: Caderno de Subsídios - Semana Nacional da Pessoa com Deficiência / Ano: 2014
Natureza do Texto: Liturgia
Perfil do Texto: Auxílio litúrgico
ID: 29420

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

A vida cristã não consiste em sermos piedosos, mas em nos tornarmos piedosos. Não em sermos saudáveis, mas em sermos curados. Não importa o ser, mas o tornar-se. A vida cristã não é descanso, mas um constante exercitar-se.
Martim Lutero
REDE DE RECURSOS
+
Não sei por quais caminhos Deus me conduz, mas conheço bem o meu guia.
Martim Lutero
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br