Culto com Ceia do Senhor

Semana Nacional da Pessoa com Deficiência - 2006

01/08/2006

Culto com Ceia do Senhor

Tema: Semana da Pessoa com Deficiência

 

LITURGIA DE ABERTURA

Prelúdio

Acolhida

L “Eu sou o pão da vida, se alguém dele comer viverá eternamente”(Jo 6.51). Este é o nosso Deus, alimento que fortalece e dá sentido à vida de cada pessoa, cada qual com seu dom e capacidade.
Bem vindos e bem vindas a este encontro com Deus.

Canto Nº 1 - Vem, Espírito Santo, vem atende o nosso chamado

Saudação

L Que a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo sejam com todos vocês.

C E com você também.

Confissão de Pecados

L Senhor, nós somos vorazes, mas falhamos em alimentar de amor e paz nossos irmãos e irmãs. Nós somos egoístas, mas falhamos em amar a nós mesmos. Nós somos passivos, mas falhamos em lutar pela paz e contra situações de violência mascaradas. Nós nos esforçamos por incluir todas as pessoas, mas falhamos nos pequenos esforços em remover barreiras arquitetônicas e preconceituosas com relação às pessoas com deficiência. Nós nos dispomos a servir, mas pouco confiamos que a pessoa com deficiência possa nos servir. Nós somos humanos, mas falhamos em amar a nossa humanidade. Nós somos batizados e chamados por Ti, mas falhamos quando esquecemos que nosso batismo deve ser vivido diariamente através do serviço de amor ao próximo. Tem piedade de nós, Senhor! Tu que és amor fiel, pela Tua bondade imensa, apaga nossa culpa. Conforta-nos em nosso sofrimento. Abraça-nos em nossas preocupações. Senhor, purifica-nos de nossas faltas.Dá-nos Teu perdão e reconcilia-nos! Amém.

Absolvição (Anúncio da Graça)

L Assim diz o Senhor:“Eu sou o pão da vida, se alguém dele comer, viverá eternamente.” Amém.

Kyrie

Canto Nº 2 - Pelas dores deste mundo

L Deus é fiel. A Ele toda glória e louvor

Canto Nº 3 - Gloria seja ao Pai

Oração do dia

L Deus de bondade e plenitude, Tu que alimentaste a esperança de teu povo do Egito até nossa geração, abraça cada um e cada uma de nós em teu colo, e que, dessa forma, também acolhamos a todas as pessoas, indiscriminadamente. Isto te pedimos, em nome do teu filho Jesus Cristo, nosso Senhor, que contigo e com o Espírito Santo, vive e reina, de eternidade a eternidade.

C Amém!
(sentar)

LITURGIA DA PALAVRA

Canto Nº 4 - Senhor que tua palavra

1ª Leitura: I Pedro 4.7-11

Canto Nº 5 - Aleluia

2ª Leitura: Evangelho de João 6.41-51

L Palavra do Senhor

C Louvado sejas, Cristo.

Prédica (Mensagem)

Confissão de Fé
(sentar)

Ofertas

L O que Deus realizou e realiza em nossas vidas é fruto do seu amor e da sua graça. Tomados pelo sentimento de profunda gratidão a Deus pela vida, pela saúde, pelo nosso trabalho e nossos dons, podemos ofertar. Essa oferta pode ser em dinheiro. É gesto espontâneo da nossa gratidão. Traduz sensibilidade e solidariedade. É nossa resposta ao que generosamente, dia-a-dia, recebemos de Deus. Aquilo que ofertamos, é fruto da libertação que Jesus realiza para
podermos viver o seu reino de justiça e plenitude.

Hoje, em especial, nós celebramos a luta e a conquista das pessoas com deficiência por direitos de igualdade e cidadania.

Algumas estatísticas revelam que no mundo, a cada 100 pessoas que nascem, em torno de 10% têm uma deficiência. No Brasil, este número é de 14,5%. Em cada 5 das pessoas mais pobres no mundo, uma tem deficiência. 20% das crianças pobres adquirem uma deficiência por condições subumanas de alimentação e nutrição. A fome tem matado e causado deficiência, sobretudo entre crianças. De 100 pessoas com deficiência, apenas 2 têm acesso a condições razoáveis de tratamento.

Estas questões ligadas à deficiência e inclusão não são assunto restrito a um grupo. Dizem respeito a todos e todas nós, como pessoas, comunidade, sociedade e Igreja. A inclusão não é uma opção, mas o que define e caracteriza a Igreja de Jesus Cristo.

O papel da Igreja é o de mostrar que é possível transformar realidades através de gestos de solidariedade, de partilha e de comunhão.

A diaconia da IECLB tem buscado, através de seu trabalho junto às pessoas com deficiência, ajudar na transformação dessas realidades.

Assim, as ofertas deste dia, conforme o Plano de Ofertas da IECLB, serão destinadas ao trabalho da Diaconia desenvolvido na IECLB. E é a sua oferta de gratidão que, através do trabalho da Igreja, apoiará essas iniciativas e transformará realidades.

Que Deus abençoe ofertas e doadores.

Canto Nº 6 - Oração de São Francisco

Oração Geral da Igreja

L Deus de graça e plenitude, por isso te agradecemos.

Canto Nº 7 - Graças, Senhor

Oração de Intercessão

L Senhor, pedimos para que ilumine a tua Igreja no mundo, para que ela seja verdadeira no anúncio e na prática do Evangelho, oportunizando vida digna e inclusiva para todas as pessoas. Te pedimos, Senhor, pelas autoridades civis, para que governem, com justiça, bom senso e amor as nações, e que brilhe sobre todas elas a tua luz. Senhor, pedimos que liberte as pessoas da opressão, da vingança e de todas as formas de violência e exclusão. Intercedemos também, Deus de misericórdia, por nossa comunidade, para que... Acolhe com teu manto protetor as intercessões desta comunidade e de cada pessoa. A nossa oração escuta, Senhor.

C Amém.

LITURGIA DA CEIA DO SENHOR

L Deus nos congrega, reconcilia, conforta e alimenta. Seu abraço alcança todas as pessoas. Experimentamos esse abraço de uma maneira especial na ceia que Ele oferece e para a qual todos somos convidados. Enquanto pão e vinho são trazidos à mesa, cantamos:

Canto Nº 8 - Tudo vem de ti Senhor
(pé)

L Louvado sejas, Deus de plenitude, por este pão e por este vinho, frutos da tua criação, que alimenta teus filhos e tuas filhas. Que o pão e o vinho sejam recebidos por nós para nossa salvação.

L O Senhor esteja com vocês.

C E também com você.

L Vamos elevar nossos corações a Deus.

C Ao Senhor os elevamos.

L Demos graças, ao Senhor, nosso Deus.

C Isso é digno e justo.
(prefácio)

L Sim, é digno, justo e de nosso dever render-Te graças, ó Deus, pois nos presenteias a salvação através de Teu Filho Jesus Cristo. Por isso, Senhor, te agradecemos, te louvamos e te adoramos.
(anamnese)

L Graças te damos, Deus, por Jesus Cristo, que nasceu, viveu, alimentou e abraço todas as pessoas e ressuscitou para nossa salvação.
(narrativa da instituição)

L Graças Te rendemos, pois, na noite em que foi traído, Jesus tomou o pão, deu graças e o partiu, dizendo: Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória de mim. Depois de haver ceado, tomou o cálice, dizendo: Este
cálice é a nova aliança no meu sangue; fazei isto todas as vezes que o beberdes, em memória de mim.
(epiclese)

L Derrama sobre nós, ó Deus, Teu Santo Espírito. Dá que, partilhando deste pão e bebendo do cálice da comunhão, sejamos alimentados e fortalecidos para abraçar com carinho aquele que é diferente de nós..
(mementos)

L Lembra-te, ó Deus, de teus filhos e filhas que partiram desta vida. Reúne-nos com elas na mesa do banquete do Reino prometido, e por Cristo inaugurado.

Canto Nº 9 - Doxologia

Pai Nosso

Gesto da Paz

Fração

L O cálice, pelo qual damos graças, é a comunhão do sangue de Cristo.
O pão, pelo qual damos graças, é a comunhão do corpo de Cristo.

Canto Nº 10 - Nós embora muitos somos um só corpo

L Este é o Cordeiro de Deus, aquele que tira o pecado do mundo.
Venham, pois tudo já está preparado.

Comunhão

Cantos

Oração pós-comunhão

L Graças Te rendemos, ó Deus, porque vieste a nós nesta Ceia, que nos fortalece e nos une. Concede que saiamos daqui alimentados e alimentadas com ânimo e com esperança, confiantes em tua promessa de que sempre estás conosco. Por Cristo, Teu Filho amado e nosso Senhor.
C Amém.
(sentar)

LITURGIA DE DESPEDIDA

Avisos

Canto Nº 11 - Plenitude

Bênção

L Senhor, Tua ajuda e ternura curam as feridas da exclusão. Tua bondade e generosidade enriquecem nossa pobreza. Tua proteção nos liberta do medo. Tua força reanima nossa fraqueza. Teu amor misericordioso satisfaz nossa carência.
Cativados por ti, Senhor, eis-nos aqui. Acalma a sede que temos de Ti e abençoa-nos. Amém!

Envio
L Vão na paz do Senhor e sirvam cada um e cada uma com os dons que receberam.

Índice do Caderno de Subsídios - Semana Nacional da Pessoa com Deficiência - 2006
 

REDE DE RECURSOS
+
Um pregador deve estar ciente que Deus fala pela sua boca. Caso contrário, é melhor silenciar. 
Martim Lutero
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br