Sínodo Mato Grosso



Rua Alberto Velho Moreira , 48 - Bandeirantes
CEP 78010-180 - Cuiabá /MT - Brasil
Telefone(s): (65) 9846-83271 | (65) 9840-66020 | (65) 9846-83271
sinodomt@outlook.com
ID: 10

Filipenses 2.12-13 - DIA DA REFORMA - 31/10/2022

Caderno de Cultos 2022 - Sínodo Mato Grosso

31/10/2022

31/10/2022 – DIA DA REFORMA
Textos bíblicos: Filipenses 2.12-13
Isaías 45.19-25; Mateus 10.26b-33
Rosimere M. Ramlow Becker – Paróquia de Matupá

LITURGIA DE ABERTURA

ACOLHIDA

Que a graça e a paz de Cristo esteja com todos nós neste precioso momento de culto!
Amém!
Dia em que como igreja do Senhor Jesus Cristo e luteranos comemoramos os 505 anos da Reforma Protestante!

Acolhemos com alegria aqueles que nos visitam hoje! Seja muito bem vindo e bem vinda pois aqui é o lugar de adorar a Deus, Ele quem nos convida a aqui estarmos.

Queremos cantar com ânimo e alegria ao Senhor o hino:

CANTO DE ENTRADA

337 – HPD 2 – Reunidos aqui
Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
O Senhor disse a Paulo: A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza. Conforme 2 Coríntios 12.9
Contamos hoje com a graça de Deus para aqui estarmos reunidos para adorar e louvar a Deus com nossos irmãos e nossas irmãs. A graça de Deus nos basta e é ela que nos aperfeiçoa, pois somos pó, somos pecadores, somos fracos.
Estamos reunidos em nome de Deus Pai Criador, em nome de Jesus Cristo, nosso Salvador e em nome do Espírito Santo o nosso Consolador. Amém!

Cantemos o hino:

CANTOS DE INVOCAÇÃO
85 – HPD I – Vem Espírito Divino

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS
Convido os irmãos a se colocarem de pé na presença de Deus e assim queremos confessar nossos pecados em arrependimento a Deus.

Querido e bondoso Pai, nosso Deus. Somos falhos e pecadores e diante de seu imenso amor e misericórdia queremos clamar por perdão!
Pois reconhecemos que somos tão pecadores que temos nos afastado de ti constantemente. O mundo e suas belezas nos atrai e temos por vezes em lugar de perseverar em comunhão com os irmãos preferido nos isolar, perdão Pai.
Temos deixado de praticar o amor que Cristo nos ensina e em lugar disso somos tão egoístas, nos esquecendo daqueles que ao nosso redor precisam de nossa ajuda. Perdão Pai.
Em vez de falar as palavras bondosas do Evangelho, temos murmurado, ofendido e assim usando nossos lábios para o Mal. Perdão Senhor!
Reconhecemos que necessitamos da tua graça e do perdão que Cristo conquistou morrendo na cruz por nós.
Te louvamos e agradecemos por nos acolher e perdoar. Limpa-nos e enche-nos o coração com a tua paz e alegria! Em nome de Jesus . Amém.

ANÚNCIO DO PERDÃO
Conforme as palavras de Jesus para a mulher que havia se arrependido em João 8.11, nós queremos ouvir o anuncio do perdão:
“Os seus pecados foram perdoados, vá e não peques mais”

Glorificamos a Deus, agradecidos, cantando:

KYRIE
526 – LCI – Glória pra sempre

ORAÇÃO DO DIA
Obrigado Pai amado por este dia, pelas coisas maravilhosas que tens feito e o tempo tão precioso de comunhão contigo e com os irmãos que temos agora.
Abençoa-nos Senhor com tua doce presença em nosso meio. Aqui viemos também para ouvir a tua Palavra que é vida, que é poder e transformação.
Diante de ti nos prostramos humildemente para ouvir a tua voz. Aquietamo-nos diante da tua presença e queremos ouvir o teu falar aos nossos corações. Amém!

Convidamos para acompanhar as leituras bíblicas de hoje:

LITURGIA DA PALAVRA

LEITURAS BÍBLICAS
1ª Leitura Bíblica: Isaías 45.19-25

2ª Leitura Bíblica: Mateus 10.26b-33

Cantemos o hino:


CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
165 – LCI – Estou pronto, Senhor.

Neste momento queremos ouvir a leitura para a pregação de hoje:

PREGAÇÃO – Filipenses 2. 12-13 - Bíblia Nova Versão Internacional

“Assim, meus amados, como sempre vocês obedeceram, não apenas em minha presença, porém muito mais agora na minha ausência, ponham em ação a salvação de vocês com temor e tremor,
pois é Deus quem efetua em vocês tanto o querer quanto o realizar, de acordo com a boa vontade dele.”

Obediência com temor e tremor

Amada Comunidade, amados irmãos e irmãs, refletir este dia, esta tão importante data, é comemorar a verdadeira perseverança na fé.
505 anos atrás Lutero mostrou ao mundo a sua coragem e a sua fé destemida. Hoje nos perguntamos: Como aquele homem foi tão corajoso, tão convicto? Ele enfrentou grandes autoridades da época em defesa da fé.
O nosso texto da Palavra de hoje nos faz olhar para aquilo que foi base para Lutero: v. 12 - Obediência com temor e tremor.
Ele colocou de fato em prática a salvação!
Para entender o que significa praticar a salvação precisamos olhar para o Autor da Salvação: Jesus Cristo! Foi Jesus quem nos trouxe a salvação.
Eu te pergunto: O que é a salvação?
Havia alguém perdido que precisava ser salvo: O Ser Humano. E Deus, em sua misericórdia e graça, enviou o seu amado Filho para o libertar de todo orgulho e egoísmo do pecado. A salvação, portanto é graça imerecida oferecida ao pecador. É perdão dos pecados, é libertação completa de todo o mal, é oportunidade de nova vida.
Então quando o Apóstolo diz: ponham em ação a salvação de vocês, ele quer dizer que é para viver dignamente diante do que Cristo conquistou para nós.
Por Cristo somos chamados a nos entregar por inteiro e em obediência humilde ao discipulado: “Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me.
Pois quem quiser salvar a sua vida, a perderá, mas quem perder a vida por minha causa, a encontrará. ” (Mateus 16.24-25)

E o início de tudo, tanto para Paulo quanto para Lutero, foi conhecer a Cristo e entregar-se a Ele em total obediência. E quando se fala em conhecer Jesus é preciso perceber que há uma grande diferença entre conhecer a respeito de Cristo e conhecer Cristo. Pois entre ter informações corretas sobre a pessoa de Jesus e conhecer Jesus pessoalmente existe um processo de entrega e relacionamento de confiança.
Pela história de fé ousada tanto de Paulo quanto de Lutero, percebemos que a motivação vinha desse verdadeiro relacionamento de entrega obediente a Cristo.
Eu quero te perguntar:
1. O que significa para você ouvir desse relacionamento com Cristo? Soa como algo familiar, pois você vive essa entrega obediente e de amor?
2. Ou você é aquela pessoa que considera todos os feitos de Cristo algo extraordinário, mas ele não passa de um personagem histórico?
Se for, quero te convidar a se aproximar mais de Jesus, aproxime-se dele de forma pessoal, pois Ele vem ao seu encontro, ele te abraça, ele é alguém que fala, que ouve, que ama, que perdoa...
Pois é a partir desse relacionamento que obedeceremos, não por obras ou méritos, mas por amor e gratidão.
Quero contar uma história:
Após um culto, uma senhora convidou a pastora para ir até sua casa no dia seguinte, ela precisava conversar, e prometeu preparar um bolo e um café.
No outro dia a mulher recebe a pastora.
A mulher abre o seu coração dizendo:
-Pastora, eu oro de joelhos durante duas horas, confesso meus pecados, eu quero Jesus em minha vida, mas ainda não consegui a paz com Deus. Eu devo orar mais? Devo jejuar?
A pastora diz:
-A senhora fez certo em orar e confessar os seus pecados, pois Jesus disse: “Quem vem a mim, de maneira nenhuma o rejeitarei. ” O que lhe resta fazer agora é crer nessas promessas. Então a senhora terá paz com Deus.
E a mulher pergunta:
-A senhora acha que se eu jejuar um dia inteiro terei paz com Deus?
-Não minha senhora – respondeu a pastora – Já que se arrependeu dos seus pecados e quer que Jesus governe a sua vida, não é necessário jejuar. Basta acreditar que foi salva.
Mas ela argumentou mais uma vez:
-Será que orando uma noite inteira encontrarei paz com Deus?
A pastora quase desistindo de explicar o significado de crer, ela lembrou-se do bolo e lhe veio uma ideia. E disse:
-Estou com fome agora, poderia me trazer um pedaço de pão?
Sorrindo a mulher responde:
-Pastora não se lembra que prometi que faria um bolo? Está aqui na sua frente. Se está com fome sirva-se.
Parece que a pastora não havia entendido e implorou:
-Minha senhora, eu estou com muita fome, pode me dar um pedaço de pão, pode ser um pão seco, pois minha fome é muito grande.
Admirada a mulher respondeu:
- A pastora não compreendeu? O bolo está na sua frente, sirva-se! Pegue!
A pastora então diz:
-Minha senhora espero que o meu comportamento possa servir de lição. Enquanto eu pedia alguma coisa para comer, tudo já estava preparado, e muito melhor do que eu necessitava. O segundo passo é fazer uso daquilo que me é bondosamente oferecido.
Assim Jesus já preparou tudo para nós. Fé é nada mais do que pegar o presente que Deus lhe oferece.
Então a mulher compreendeu e agradeceu a salvação gratuitamente recebida.

Martim Lutero afirmou, a nossa salvação vem de Cristo mediante a fé. Isso é graça de Deus! A base da Reforma Protestante.
A Confissão de Augsburgo, de 1530, que faz parte da nossa confessionalidade luterana afirma no seu 4º Artigo:
“Ensinam também que os homens não podem ser justificados diante de Deus por forças, méritos ou obras próprias, senão que são justificados gratuitamente, por causa de Cristo, mediante a fé. ”

Quando olhamos para o versículo 12 vemos Paulo falando aos filipenses que eles são cristãos exemplares, que buscam seguir o padrão deixado por Cristo. Mas que agora com a ausência física do apóstolo eles permaneçam suficientemente amadurecidos no espírito para poderem manter-se sozinhos, prestando contas diretamente a Cristo.
Este é o objetivo de cada cristão: ficar em pé por si mesmo. Cada um precisa desenvolver-se espiritualmente, ninguém o pode fazer por nós.
Cada um é chamado por Cristo a responder a sua pergunta; - Você crê nisso? E como muitos em toda a história de fé tem respondido: - Sim Senhor, eu creio! (Baseado em João 8.26,27)

Cada um de nós por vezes, podemos nos lembrar que tivemos nossos professores de Culto Infantil, ensino confirmatório, pastores, ou outros ainda, que desempenharam uma função necessária. Porém o que fazemos com as instruções espirituais que temos recebido, depende inteiramente de cada um de nós, como indivíduos. “Desenvolver a salvação” é dar evidências práticas que fomos convertidos, somos agora sal e luz para o mundo.
Posto que a graça é dada, devemos trabalhar. Pois o dom da graça se manifesta quando a pessoa se torna cooperador de Deus. ( conforme 1 Co 3.9)
A salvação que nos é dada mediante a graça precisa ser colocada em funcionamento por cada um de nós, com ajuda da graça divina. É o que vemos em 1 Coríntios 6.1 “Como cooperadores de Deus, insistimos com vocês para não receberem em vão a graça de Deus.”
Uma perseverança enérgica é necessária para que a salvação seja vivida e executada em nossas vidas, até o seu glorioso fim. Isso é exatamente o que o apóstolo ensina aqui.
Vemos as palavra “com temor e tremor” nos revelar que Paulo não está falando de questões superficiais ou indiferentes. Podemos olhar para o significado dessas palavras “temor e tremor” como autodesconfiança, consciência sensível, vigilância contra a tentação, ou seja, um respeito saudável, pois o nosso Senhor é o Rei dos Reis que governa sobre nós.
No versículo 13 vemos que Deus é quem efetua. Se nós queremos servir a Deus, é por que Ele se revelou a nós. Esse é o lado divino da Salvação que se apresenta aqui. Pois Deus salva, mas o homem é salvo ao corresponder à graça divina, nos termos descritos no versículo anterior. Deus é o Autor da salvação!
E tudo o que vem de bom de nós vem de Deus. Fruto do Espírito Santo conforme se vê em Gálatas 5.22 e 23: “Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade,
mansidão e domínio próprio”.
Querer reflete o resultado direto da influência do Espírito Santo na nossa vontade.

“Nós desejamos, mas é Deus quem implanta em nós esse desejo. Portanto agimos, mas Deus é quem age em nós.” (Agostinho)

Amada Comunidade, como afirma o pregador do século 19 Charles Spurgeon “Avida cristã não é apenas um começo nos caminhos de Deus, mas também uma permanência no mesmo, enquanto a vida durar.”
Que Deus que começou a boa obra em nós a complete, e que cada um de nós persevere na obediência em amor, com temor e tremor, testemunhando ao mundo o discipulado de Jesus Cristo! Amém!

HINO
Nº 113- Livro de Canto – Senhor, tu tens sido o nosso refúgio.

CONFISSÃO DE FÉ
Como resposta a pregação que ouvimos queremos como cristãos unidos confessar a nossa fé:

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
E após confessarmos a nossa fé, chegamos a Deus e louvamos cantando o hino Obrigado Pai Celeste, enquanto cantamos este hino recolhemos a nossa oferta.
(ler a motivação para a oferta do dia)

Nº477– HPD – Obrigado, Pai celeste

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Agradecidos por este tempo de culto e pela palavra que nos toca e move a olhar firmes para ti e permanecer na caminhada cristã convictos de que estás sempre conosco.
Oramos por todas as pessoas doentes que aqui são colocadas, agradecemos pelas alegrias que aqui são compartilhadas, queremos incluir em nossos pedidos:
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
Que Deus,
Todo Poderoso te abençoe e te guarde. Que Ele resplandeça a sua face de amor e misericórdia sobre cada um e nos dê a sua paz.

ENVIO
Que Deus nos abençoe e que sirvamos ao Senhor em obediência com temor e tremor sendo sal e luz para este mundo. Amém!
Um abençoado dia a todos!
CANTO FINAL
CANTO FINAL: do Livro de Canto da IECLB – 287 - Cuida bem, Senhor
 


Autor(a): Missionária Rosimere Maria Ramlow Becker
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Dia da Reforma
Área: Confessionalidade / Nível: Confessionalidade - Luteranos em Contexto
Natureza do Domingo: Dia da Reforma

Testamento: Novo / Livro: Filipenses / Capitulo: 2 / Versículo Inicial: 12 / Versículo Final: 13
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 68258

AÇÃO CONJUNTA
+
tema
vai_vem
pami
fe pecc

Cristo, juntamente com todos os santos, assume a nossa forma pelo seu amor, luta ao nosso lado contra o pecado, a morte e todo o mal. Em consequência, inflamados de amor, nós assumimos a sua forma, confiamos em sua justiça, vida e bem-aventurança.
Martim Lutero
EDUCAÇÃO CRISTÃ CONTÍNUA
+

REDE DE RECURSOS
+
O amor ao próximo não olha para o que é próprio. Também não olha se a obra é grande ou pequena, mas considera apenas a sua utilidade e a necessidade para o próximo ou para a Comunidade.
Martim Lutero
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br